Postagens populares

6 de mai de 2009

A PRÁTICA DO SERVIÇO CRISTÃO - Rm 12.1-21

A nossa salvação em Cristo deve ser expressa em conhecimento no serviço e ser expresso no agir segundo o Cristo que vive internamente.
1. O serviço Cristão e o ego: O ego deve ser sacrificado. O corpo deve ser sacrificado a Deus Pai. Isso é um privilégio. “Exorto-vos” expressa exortação e responsabilidade. “Portanto” é lógico por causa da salvação e compaixões de Deus na redenção. O sacrifício é vivo, implicando nossa vida. É santo e agradável porque é purificado no sangue de Cristo. Os resultados não se conformarão e nem se ajustarão aos moldes do mundo, mas, serão a renovação da mente para que possamos conhecer e confirmar a vontade de Deus, a única esfera válida de serviço espiritual que glorifica a Deus.
2. O serviço Cristão e os dons: O exercício dos dons espirituais no serviço exige humildade e avaliação correta de si mesmo. Em relação à igreja, o corpo de Cristo, devemos nos lembrar que somos muitos membros, com diferentes deveres e funções, esse novo serviço variado deve ser cumprido como dom de nosso Senhor Jesus.
3. O serviço Cristão e os outros crentes: O amor deve ser verdadeiro. O mal deve ser odiado. É preciso apegar-se ao que é bom. O amor deve ser elogiado continuamente. Os cristãos não devem ser “descuidados” no zelo, mas, devem ser “fervorosos no espírito” ao servirem ao Senhor Jesus.
4. O serviço Cristão e os incrédulos: Depois das exortações unânimes ao comportamento bondoso se referindo a nós Cristãos agora vem solicitações especiais pela tolerância amorosa diante de provocação dos descrentes. Compete a Deus ministrar a ira. A nossa responsabilidade é tão somente servir ao Senhor Jesus com amor sincero.

Um comentário: